quinta-feira, março 15, 2007

Serviços de referência na era digital... sugestão

Uma sugestão que parece bem interessante para quem pensa e faz o serviço de referência nas bibliotecas e centros de informação e documentação. Um contributo para preparar os serviços de referência e apoio aos utilizadores na "era digital", porque... "Libraries need to develop standards by which they can assess their individual performances in a larger context, and Assessing Reference and User Services in a Digital Age makes significant contributions to this ongoing discussion."
Assessing Reference and User Services in a Digital Age / Edited by Eric Novotny, Humanities Librarian, Pennsylvania State University, University Park

3 comentários:

Anónimo disse...

Boa sugestão, não li o livro ... ainda...e não questiono as vantagens de um serviço de referência na era digital ... mas como se processa a interacção utilizador e bibliotecário? Os bibliotecários como colaboradores e não como especialistas? Como se processa a comunicação, o diálogo? A informação deve ser disponibilizada(feita a pesquisa) ou deve-se providenciar a instrução, a formação? ... Um serviço de referência deve ser um processo baseado na formação individual, um trabalho no terreno físico ... deve ser antes de mais um centro de diálogo entre a biblioteca e o utilizador ... a troca de conhecimento, uma aprendizagem ... vou ler o livro!

Fernando Cunha disse...

Não conheço o livro... porém gosta de saber se o seu conteúdo aponta para um serviço que permita a uma biblioteca construir um sistema de valores que aidentifique no meio que a envolve e no mundo digital e de acesso livre...
fernandoelias@sapo.pt

Pedro Príncipe disse...

O destaque feito ao livro não tem por base a sua leitura, mas sim apenas a vontade de o ler a apartir das indicações que tive do mesmo. A ver por livros da mesma editora semelhantes, muito baseados na realidade "contada" na primeira pessoa, com experiências concretas de trabalho, parece-me ser um excelente contributo para clarificar as questões aqui levantadas e bem pertinentes.
Mas penso sempre que este tipo de serviços têm sempre que surgir numa lógica de complementariedade a funções e servidos da biblioteca.