sexta-feira, outubro 19, 2007

Um olhar sobre a formação...

A formação contínua, com carácter de aprofundamento e actualização profissional, assume primordial importância para os profissionais da informação e documentação. A oferta nesta área é variada e realizada por diferentes instituições, de um modo mais permanente e abrangente pela BAD, associação que cumpre assim uma das suas funções, e de um modo mais irregular por diferentes organismos e instituições, da administração pública central, de universidades ou biblioteca públicas, bem como de outras associações profissionais. Pretendo com este post, sobre formação, destacar apenas um iniciativa em curso que encerra em si algumas valias que considero serem essenciais aos projectos de formação contínua e que fazem falta no panorama nacional.
O programa de acções de formação da
Biblioteca Virtual da Universidade do Porto, apresentado para o ano de 2007, foi algo que observei com particular interesse.
1º Para além da variedade, percebe-se que são formações que têm uma vertente prática significativa e que pretendem resolver problemas concretos do dia a dia de trabalho dos profissionais;
2º Sendo acções integradas numa comunidade profissional específica, percebe-se que algumas são formações "feitas à medida", coisa que não abunda na nossa área.
3º Sendo formações vocacionadas para os profissionais da UP, são também abertas a outros profissionais (as necessidades da UP serão concerteza partilhadas noutras universidades).
Destaco estes três factos, porque me parece muito importante as entidades empregadoras olharem a formação de um modo integrado. Por um lado, estar atendo ao que instituições especializadas na formação têm para oferecer, e por outro lado, pensar a formação à medida das suas necessidades com qualidade. Possivelmente, existirão outras instituições do género que têm programas semelhantes, mas este tem o mérito de ser apresentado de um modo aberto e estruturado - com divulgação.

2 comentários:

Anónimo disse...

Como responsável pelo plano de formação da biblioteca Virtual da U.Porto, devo agradecer-lhe o comentário positivo (e exagerado) sobre o nosso plano de formação.
Como colega bloguista, coloquei um link para o seu blog no meu (http://infoscopio.wordpress.com); se achar conveniente, ponha um link para o meu também.

Manuel Montenegro
manuelmontenegro.info@gmail.com

Pedro Príncipe disse...

Os elogios às coisas simples e lógicas podem parecer exagerados, mas são merecidos.
… e a propósito do elogio ao trabalho dos outros – alguém um dia comentou comigo (num corredor) de um dos últimos seminários em que participei (alguém bem mais experiente que eu no mundo BAD): que por aqui não é usual comentar ou elogiar o trabalho dos colegas. A minha forma de estar na profissão é precisamente a do comentário, elogio ou crítica (partilha de opiniões), sem pretensiosismo, mas num espírito de confronto de ideias, com vontade de aprender e procurar fazer sempre melhor.