sexta-feira, março 11, 2005

Como será que os bibliotecários portugueses organizam as suas bibliotecas pessoais?

Como será que os bibliotecários portugueses organizam as suas bibliotecas pessoais? Que sistema de classificação usam? Será a CDU? Este seria um estudo empírico interessante a desenvolver num qualquer curso das ciências da documentação e informação. Consultando o blog “Convivial librarian” cheguei até um trabalho jornalístico do New York Times sobre a organização das bibliotecas pessoais de bibliotecários norte-americanos. A bibliotecária Kathie Coblentz, 36 anos de trabalho na “New York Public Library”, tem um esquema de organização intrigante para sua biblioteca pessoal, e que chega a incluir uma secção especial para os livros relacionados a Clint Eastwood.

«(…)Her 16 bookcases - about 214 running feet - reveal no deference to John Dewey and his decimal system and varying degrees of respect for the alphabetical-by-author rule. Indeed, it seems she has grouped her books less by subject than by country of origin. Dust-free and with carefully cracked spines (a sign that books have been read, or at least leafed through), the books in Ms. Coblentz's library are navigable to no one but her.»
«”Your system doesn't have to be logical, it just has to work for you," said Ms. Coblentz, the author of "The New York Public Library Guide to Organizing a Home Library" (Running Press, 2003). Those who can't see their walls - or floors or tabletops - can consider that advice encouraging
(…)» Seria interessante deixarem registado em comentários a este post experiências de organização de bibliotecas pessoais.

5 comentários:

Anónimo disse...

Estou convencido que não organizam.
A ideia de um trabalho é interesante.
António Regedor

Anónimo disse...

Estou convencido que não organizam.
A ideia de um trabalho é interesante.
António Regedor

Anónimo disse...

Eu ,por mim,procuro ajudas para essa organização.Estou completamente perdido na minha!!
É que,ainda por cima,penso que as bibliotecas passoais têm de ter uma organização diferente das públicas.
Interessa-me sempre mais descobrir os livros(ou revistas,ou...)que contribuam para determinado assunto do que propriamente os temas de cada livro.
FC

UnderstatioN disse...

Pondo os livros mais bonitos e os que demonstram uma leitura interessante à vista dos visitantes lá de casa.

Anónimo disse...

Através do modelo ANARCOTECA. A única biblioteca (ou melhor AGLOMERADO CAÓTICO DE DOCUMENTOS) que não tenho de organizar, nem quero! Na verdade, deleguei à minha filha de 1 ano essa responsabilidade. Ela gosta e manifesta uma especial preferência pelos audiovisuais. Gosta também de virar as lombadas ao contrários, trocar os cêdês de caixa, morder os dêvêdês, rasgar periódicos, utilizar vhs como arma de arremeço, etc. É também muito eficaz no abate das espécies. É a minha biblioteca preferida.
Cordialmente,
O bibliotecário anarquista

http://spaces.msn.com/members/bibanarquista